16 de agosto de 2021

Wrap Up Semanal

Brasil

Anvisa autoriza estudo e solicita dados sobre terceira dose da vacina à Pfizer

Após autorizar estudo acerca da terceira dose da vacina à Pfizer no Brasil, Anvisa solicitou à farmacêutica os dados resultantes do estudo feito pela empresa nos EUA – o qual embasou a decisão da FDA, órgão regulador de lá, de permitir aplicação da terceira dose do imunizante em pacientes transplantados ou imunocomprometidos na última quinta-feira, 12.

O estudo conduzido pela farmacêutica analisa os efeitos, a segurança e o benefício de uma terceira dose do imunizante, como reforço – após pelo menos seis meses da imunização completa pelas duas doses.

Além da Pfizer, a Anvisa já autorizou também o estudo sobre a administração de uma terceira dose da Astrazeneca. Os estudos são de responsabilidade dos laboratórios patrocinadores das pesquisas.

Governador de SP autoriza público vacinado no GP de Fórmula 1

Em nota, o governo informou que autorizará a participação de 100% do público no Grande Prêmio de Fórmula 1, a exigência é de que os participantes comprovem no mínimo o recebimento de uma dose da vacina contra a Covid-19.
Mesmo com o afrouxamento, os protocolos de segurança serão mantidos, todos participantes utilizarão máscaras, passarão por checagem de temperatura e terão à disposição álcool em gel.
Com o evento, serão criados 8 mil empregos temporários e o impacto financeiro será de aproximadamente R$ 700 milhões.

SP começa a vacinar jovens entre 12 e 17 anos

O governo autorizará a vacinação nos municípios do estado de SP em que os adultos com mais de 18 anos tenham recebido ao menos a primeira dose.
Abaixo, é possível acompanhar o calendário de vacinação:
A partir do dia 18 até 19 de agosto, serão vacinados os jovens entre 12 e 17 anos considerados como prioridade em função de alguma comorbidade ou deficiência.
A partir do dia 30 de agosto até 5 de setembro, serão vacinados os adolescentes com idade entre 15 e 17 anos.
A partir do dia 6 a 12 de setembro, serão vacinados os adolescentes com idade entre 12 e 14 anos.
O imunizante aprovado para esse grupo é da Pfizer, sendo o único aceito pela Anvisa para essa faixa etária.

Internacional

Presidente do Afeganistão anuncia vitória do Talibã e se retira do país após invasão do palácio presidencial

Apenas um período após o anúncio da retirada de tropas dos EUA no Afeganistão, o regime talibã passou a realizar diversos ataques em todas as regiões do país a fim de tomar o poder nessas áreas. Em poucas semanas, o grupo extremista já havia tomado posse de diversos pontos estratégicos do país e seguiam intensificando os ataques.

Neste domingo (15), no entanto, o grupo anunciou que havia atingido uma vitória no processo de controle do Afeganistão. Isso se deu após a invasão do Palácio presidencial do país, em Cabul, que ocorre junto com a fuga do presidente do país.

O presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, anunciou que deixaria o país para evitar “banho de sangue” e declara que o regime talibã conseguiu tomar o controle do país.

Com cenário político no Afeganistão em situação instável, ONU se programa para reunião a fim de traçar alternativas sobre o caso

Após a sequência de ataques no Afeganistão, entidades internacionais se mostram preocupadas com a situação política do país. Com o anúncio de renúncia do até então presidente, Ashraf Ghani, o Conselho de Segurança da ONU planeja se reunir para tratar da situação no país.

O órgão é o principal mecanismo da ONU e buscará encontrar uma forma de pedir moderação por parte dos Talibãs no Afeganistão e enfatizam a importância ao respeito dos direitos humanos, principalmente para as mulheres e crianças.

Até o momento, o primeiro país a se pronunciar explicitamente no âmbito diplomático foi a China, que se posicionou buscando uma relação amistosa com o grupo extremista que acaba de tomar o controle da sede administrativa do país na capital, Cabul.

Principais índices financeiros


Bolsa

Nesta semana, o Ibovespa fechou aos 121.194 pontos e uma desvalorização semanal de 1,32%. Devido as incertezas com a variante delta da China e a possível diminuição na produção de aço no país, o minério de ferro finalizou a semana em queda e impactando siderúrgicas. Desfavorecendo a B3, houve a divulgação do IPCA de julho, cujo valor foi de 0,96% em julho (0,03 p.p acima do esperado) e ocasionado pela alta dos preços de energia elétrica.

Na sexta-feira ocorreu uma notícia positiva para a economia brasileira, foi divulgado o IBC-Br (Atratividade Econômica do banco Central) com um acréscimo de 1,14% em junho (superando as expectativas em 0,74 p.p). Além disso, foi divulgado o Índice do Preço do Consumidor (CPI) dos Estados Unidos, sendo este igual a 0,30% (0,10 p.p abaixo do esperado) e relatando uma possível desaceleração da inflação.

Por fim, a semana foi marcada pelas incertezas com os gastos fiscais, uma vez que houve o adiantamento da votação da reforma tributária e o possível aumento do Bolsa Família (ultrapassando o teto de gastos). As ações que tiveram o maior destaque foram a HGTX com alta de 9,06%, a EMBR3 com acréscimo de 8,11%, a HAPV3 com um aumento de 7,64% e por fim, a GNDI3 e CPFE3 terminaram a semana com uma alta de 6,10% e 5,60%, respectivamente.

Dólar

Nesta semana, o dólar caminhou com pouca variação, finalizando com um leve acréscimo de 0,2580% e cotado em R$5,25. A moeda foi influenciada pelo Senado que aprovou o plano de US$1 trilhão para infraestrutura nos Estados Unidos, os resultados de seguro desemprego (com uma queda de 12 mil pedidos), Índice dos Preços do Produtor (aumento de 1,00%) e a CPI 0,10 p.p abaixo do esperado.

 

QUERO SABER MAIS SOBRE INVESTIMENTOS

Últimas notícias
Veja todos os insights